Naruto Player RPG | sua experiência no mundo de Naruto
Seja bem vindo ao Naruto Player RPG, se cadastre agora e venha jogar um RPG onde você poderá interpretar seu personagem favorito de Naruto, não perca tempo venha jogar conosco.

Logue-se já!

Esqueci minha senha




Nas ultimas horas...
Panic!
Ter 19 Jun 2018, 19:35
 
Panic!
Ter 08 Maio 2018, 00:25
 
Panic!
Sab 05 Maio 2018, 10:07
 
Meliodas The Dragon
Seg 30 Abr 2018, 11:31
 
Modake
Seg 23 Abr 2018, 18:00
 
Panic!
Seg 23 Abr 2018, 15:52
 
Panic!
Seg 23 Abr 2018, 15:49
 
Panic!
Qua 18 Abr 2018, 00:14
 
Panic!
Qua 18 Abr 2018, 00:14
 
Quem mais postou nessa semana...
Top dos mais ativos do Mês!
Top dos mais Postadores!
Hinara (1230)
 
River (1223)
 
Youko (1011)
 
Modake (936)
 
Big Boss (910)
 
Panic! (645)
 
Whisper (643)
 
Yuu (615)
 
Kazuaki Yuki (615)
 
Allen Walker (577)
 


Você não está conectado. Conecte-se ou registre-se

Digam aos guardas para abrir o portão;

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo  Mensagem [Página 1 de 1]

1 Digam aos guardas para abrir o portão; em Seg 08 Jun 2015, 11:34




Portões Abertos!

The New Age


Aos poucos a distância deixava ambos menores, mas o chakra ainda era intenso. Hinara podia sentir toda aquela tensão no ar e o vento gelado parecia uma navalha sobre seu rosto ruborizado pelo frio. Os olhos estavam banhados em lágrimas, mas era o certo a se fazer. Ela confiava nele e parecia que o rapaz estava farto daquela perseguição, então ela pegou o caminho para o ponto de encontro acompanhada por Will.

Seu bunshin estava atento na luta com Denka e Hina nos ombros, apostos para impedir que fossem seguidos.




The Last Contact
Ela corria desesperamente, a mochila que ela disse a mãe que continha pequenos itens para um piquenique estava um tanto pesada com alguns pergaminhos que ela transcreveu da biblioteca. Roubar não era seu forte. Já ia ser procurada, mas agora, por roubo sua mãe não toleraria. Ela havia conversado com Hinara e a jovem confidenciou a ela uma data, um horário e era hoje o tão grande dia. Seria ela ensinada pela Kunoichi que ajudou a salvar Konoha. Ela não estava muito feliz com sua escolha, agora que sua mãe estava dando o braço a torcer e estava se tornando uma pessoa convivível. Ton Ton, Shizune...ela sentiria falta de ambas, mas sua mãe estava ficando com um pedaço de seu coração. E enfim ao longe, viu a jovem que estava acabando de chegar no local combinado, após longas quatro horas de corrida, ela enfim tinha chegado. Hinara apenas sorriu e fez um sinal para que fosse seguida, e a mesma assim o fez. Não questionou, deu um leve sorriso para o jovem que a acompanhava e deu falta do outro Hyuuga, mas ainda não era tempo para perguntas.




Portões Abertos!

The New Age


Depois de sentir o chakra do Mizukage nas redondezas do esconderijo Taka, os membros da mesma resolveram recuar para a proteção de Allen. Lelouch com toda certeza o estaria caçando e Hinara não iria deixar seu irmão ser levado assim. Precisavam de proteção e no meio de tal questão surgiu uma idéia – ousada – porém uma a única plausível. Kumogakure no Sato, há muito abandonada. Depois da grande Quarta guerra ninja Darui foi nomeado o quinto Raikage, porém durante o retorno, os poucos ninjas que restaram foram emboscados – pelo menos é a única explicação – porque nenhum deles retornou para a vila e então os demais moradores deixaram o local com medo de ser alvo de ataques e então foram morar em povoados nas redondezas da vila. Os grandes portões da vila foram fechados aguardando que o Raikage voltasse ou que alguém reerguesse o grande poder que a vila um dia teve.
O caminho era longo, mas os jovens seguiam o mais rápido que podiam. Não poderiam perder nem se quer um segundo. Precisavam estar em Kumo antes do pôr do sol. Como sempre Allen ia na frente, mas desta vez Hinara tomou a liderança com um semblante firme e frio. Seguida por Haruni e Will. Eram mesmo uma família, e isso estava fazendo bem a ela. O ar fresco daquelas montanhas, o som dos pássaros a deixavam mais calma. Aquelas formações rochosas eram mesmo incríveis.
Kumogakure tinha uma população de três nos baseando em cinco estrelas, uma força militar de quatro de cinco estrelas, e uma força econômica de cinco de cinco estrelas. Ela tinha o maior total das cinco principais vilas shinobi, possuindo a maior força econômica e só é rivalizado na força militar por Iwagakure. E eles iriam sim, fazer aquela vila voltar a ser um dos esplendores do mundo ninja. Os três iriam abrir os portões e oferecer uma moradia segura e rentável para seus aldeões, ninjas e trabalhadores. Os sonhos dela estavam se tornando maiores, ela conseguia agora ver novos horizontes só de pensar que poderiam ser uma grande nação – isso a deixava com um formigamento estranho no estomago – deixava tonta. Hinara seria uma boa anfitriã e acataria as ordens de Allen que com certeza iria reivindicar o cargo de Kage, no caso, Raikage.
O País do Relâmpago (雷の国, Kaminari no Kuni) está localizado em uma península a noroeste do País do Fogo e é um dos Cinco Grandes Países Shinobi e era por ele que os três jovens estavam passando. Seu líder governamental é o Daimyō do Relâmpago. No centro do país estão grandes cadeias de montanhas, cujas muitas tempestades são ditas dar o nome ao país.


A partir dessas cadeias de montanhas, muitos rios correm para o mar, criando um litoral muito torto que exibe uma impressionante beleza oceânica. Existem muitas fontes termais localizadas dentro do país. Era tudo uma novidade para a jovem Hyuuga. Will por sua vez não parecia se impressionar muito com tudo aquilo que estava vendo, bom, ela não iria olhar para Will se não perderia o interesse em todo o resto da paisagem, nada se comparava a aquele sorriso torto e sapeca. Haruni estava boquiaberta com tamanha beleza, mas a mesma ainda não dizia nada.

Depois de passar por todas aquelas formações rochosas, enfim estavam em Kumo. Encarrapitado na parte mais alta do vale seu portão era realmente glorioso e quando ambos passaram pela pequena abertura que nele estava o mesmo se abriu e um grande estrondo se fez ouvir. – Bem vindo a Kumo, pessoal! – exclamou Hinara ao percorrer toda extensão do local com os olhos.


- Podem abrir os portões.



Aprovado!


Observação:

Como não estavam diretamente na luta, podem sair a qualquer momento. Conversei com o Yusuke e chegamos a essa conclusão! Post desnecessários foram apagados.




Portões Abertos!

The New Age


Parados no portão. Sim, era assim que eles estavam naquele momento. O líder governamental do país do Relâmpago havia marcado uma reunião com eles.
Haruni estava com um semblante preocupado e Hinara sorriu para a mesma. - Tenho tantos planos pra você querida, sua mãe se orgulhara. Quem sabe ela não venha morar com você aqui? Olha é o Daimyō do Relâmpago, vamos recebê-lo. - ele se aproximava montado em uma espécie de carroça erguida por quatro homens fortes. Um pequeno exército de cinquenta samurais acompanhava o homem e enfim ele desceu.

- Então, vocês querem reerguer Kumogakure no Sato? - ele pigarreou.

- Sim meu senhor, sou Hyuuga Hinara e esses são Terumi Will e  Senju Haruni. - ela sorriu para o velho. Ele pareceu se surpreender com os nomes ali citados. - Senju, Hyuuga e Terumi? Nossa, clãs famosos em suas respectivas vilas, mas o que te faz pensar que será aceita aqui no país do relâmpago? - ela já esperava por essa reação e a resposta estava na ponta da língua. - Bom, minha intenção é das melhores e o que me faz pensar que seremos aceitos, não estou sozinha, vocês pagam para outras nações para fazer missões que os ninjas de vocês são extremamente capazes de fazer, vocês estão desembolsando mais de quarenta porcento de todo o lucro do país, eu quero acabar com isso. - a conversa se prolongou por mais alguns minutos, quarenta para ser mais exato e enfim o Senhor Feudal ergueu a mão. - Apresento-lhes a Rokudaime Raikage, Hyuuga Hinara... - ele se aproximou dela e sussurrou em seu ouvido. - eu pago todo o dinheiro necessário para matar você caso tente me dar um golpe. - ele continuou sorrindo e acenando.







"Terumi em Kumo"


~Mais um lar~


Caminhava em direção a kumo sem falar ou expressar nada apenas observando tudo na minha volta embora eu esteja sempre olhando para frente, já hinara estava olhando e admirando aquela paisagem com numerosas rochas enormes. Haruni a garota que Hinara havia comentado havia chegado ao local marcado para podermos continuar seguindo em diante. Caminhamos por mais um tempo até chegar à vila e ficarmos no portão esperando a boa vontade de alguém vir nos atender.  A espera foi longa até aparecer o senhor feudal do trovão que era carregado por outras pessoas em seu meio de transporte acompanhado por um pequeno exército.

“O que este velho está pensando trazendo estes guardas”? “Acha que queremos briga, que patético”.

Depois de muito tempo conversando Hinara foi declarada Raikage pelo senhor feudal e logo em seguida foi apresentada ao povo, porem como eu estava atrás do daymiô pude ver claramente ele sussurrando algo no ouvido de Hinara, no entanto não dei importância e segui junto com a nova kage para seu gabinete.

Uma página em branco...
Se fossemos descrever sobre o lugar em uma palavra, a mais próxima seria “incrível”. Haruni estava entorpecida com a beleza de tudo que havia visto, porém continuou quieta o caminho inteiro ainda não conhecia muito bem seus companheiros, mas confiava suficientemente em Hinara para entrar nessa empreitada. “- Tenho tantos planos pra você querida, sua mãe se orgulhara. Quem sabe ela não venha morar com você aqui? Olha é o Daimyō do Relâmpago, vamos recebê-lo” tinham sido as palavras da garota assim que chegaram aos portões. Era óbvio que Haruni estava com medo, havia fugido e deixado todos para trás. Esperava que sua mãe ou Shizuni encontrassem a carta que havia deixado em seu quarto. Sabia que as veria novamente, porém queria preocupá-las ao mínimo – se é que isso é possível. E ainda tinha Yuke, ele sabia que Haruni partiria, mas ela tinha esperança de ter tempo de vê-lo, o que não aconteceu. Ele conhecia os motivos da garota, e entendia o quão importante era para ela ir em busca do seu sonho. Sim ela iria se tornar alguém de quem sua mãe se orgulharia. Quando o senhor feudal apareceu, só deu um leve sorriso quando foi citada e nem quis prestar muita atenção na conversa que ele estava tendo com Hinara. A única coisa que absorveu foi que Hinara tinha se tornado a nova Kage de Kumo e eles puderam passar pelos portões. “Kumo, ta aí um belo lugar pra se começa a escrever uma nova historia”. E com esse pensamento ela seguiu o grupo.

Era realmente dificil seguir os rastros de Hinara após a confusão mental causada por Lelouch, mais Allen se mantinha firme, tentando de todas as maneiras encontrar Kumogakure no Sato... Após muito caminhar, ele pode ver ao longe algumas montanhas muito altas, e o chakra de Hin havia seguido por alí!
Chegando aos grandes portões de Kumogakure no Sato, Allen Walker desativou seu byakugan, levou as mão a boca, formando algo parecido com um cone, então gritou, o mais alto que conseguiu!

_Hinara Chan! CHEGUEIII


Irmãos




Hinara havia acabado de sair do hospital, o dia estava em seu finalzinho de tarde e o cansaço tomava conta do seu corpo. Dizem que quando a cabeça não vai bem o corpo padece e naquele momento era isso que estava acontecendo. A sua preocupação com Allen a fazia tremer e num relance tudo o que havia acontecido no campo de batalha veio a átona. Seu irmão estava à caminho. A cor deixou seus lábios e seu estômago saltava durante todo o percurso até o portão. Ele havia chegado. Ao vê-lo, a jovem se lançou aos prantos sobre o mesmo, envolvendo-o pelo pescoço com seus braços.

10 Re: Digam aos guardas para abrir o portão; em Ter 16 Jun 2015, 10:31





Reencontro

- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -


 Allen não imaginou que tanto medo assim poderia tomar conta de sí mesmo. A vontade de Lelouch de acabar com ele o fez repensar sobre muitas coisas, sobre sua essência como um Shinobi, como um ser humano e acima de tudo sobre sua família.
  Hinara o estava envolvendo com os braços, o calor de seu corpo fez com que Allen se sentisse protegido, tranquilo... Então, algumas lágrimas começaram a rolar por seu rosto. Ele então abriu um sorriso e apertando a jovem contra seu corpo, sussurrou em seu ouvido.

_ Não se preocupe nee-san. Estou em casa!


11 Re: Digam aos guardas para abrir o portão; em Ter 16 Jun 2015, 16:57


Irmãos




O abraço pareceu durar uma eternidade. O tempo parecia ter parado. Ele a rodava e seus pés já não tocavam o chão. O vendo agitava seus cabelos e o brilho do sol se confundia por entre o brilho prateados de seus olhos. - Que bom que está de volta, vamos ao hospital dar uma olhada em você? - ela ainda não o havia soltado.

12 Re: Digam aos guardas para abrir o portão; em Qua 17 Jun 2015, 16:35




Reencontro!


~Equipe reunida~



Estava caminhando pela vila quando retorno para o portão e vejo uma cena que mei deixou muito feliz, Hinara estava ao lado de Allen e pelo que consegui ouvir iriam para o hospital de Kumo, então me aproximo deles dizendo. -Ha! Sabia que você viria Allen-kun só pensei que seria mais rápido. Digo isso para dar aquele clima de boas vindas com um pouco de brincadeira. -Enfim juntos novamente esse é o nosso destino não tem como mudar haha. -Então vamos para o hospital?

13 Re: Digam aos guardas para abrir o portão; em Sab 20 Jun 2015, 10:27

Off: Desculpem a demora para postar, acabei ficando sem internet essa semana e isso acabou me atrasando um pouco!

On:

Allen estava feliz de em fim estar em casa com seus companheiros. Rapidamente então se dirigia ao hospital de Kumo juntamente com Hinara e Wil, pois precisava de um check-up geral!


Conteúdo patrocinado

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo  Mensagem [Página 1 de 1]

Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum